Poli Saúde Laboratório Policlínica
NOTÍCIA

19/12/2018
Serviço de Cardiologia do Instituto Policlínica PB completa 35 anos

O Instituto Policlínica PB está celebrando os 35 anos do serviço de Cardiologia no hospital. Em 1983, o cardiologista Paulo de Tarso Fernandes Furtado chegou a Pato Branco para montar o serviço na Policlínica Pato Branco, hoje Instituto Policlínica PB. Três décadas e meia depois, o serviço conta com dez profissionais que atuam na Cardiologia Intervencionista (Hemodinâmica) e realizam cirurgias cardiovasculares (adulto e pediátrica), transplantes de coração e estudo eletrofisiológico com ablação por radiofrequência (técnica para o tratamento da arritmia cardíaca).

“Foram tempos desafiadores no início. Hoje, é completamente diferente. A evolução é muito grande, tanto nos diagnósticos quanto nos tratamentos”, compara Paulo Furtado. O médico também foi o responsável por montar o serviço de Ecocardiografia no hospital, em 1987.

No ano de 1996, foi a vez do médico Luiz Fernando Ribeiro Morrone estruturar o serviço de Cardiologia Intervencionista. A partir de 2004, Paulo Giublin passou a coordenar os transplantes de coração.

Há três anos, Rosangela Fernandes de Abreu Schmidt é a coordenadora do serviço de Cardiologia do Instituto Policlínica PB. “É um serviço que atende bem à comunidade. Todos os tratamentos estão disponíveis em Pato Branco e há a pretensão de oferecer o tratamento via estudo eletrofisiológico pelo SUS (Sistema Único de Saúde)”.